Dança do Congo

Vila Bela da Santíssima Trindade conserva manifestações autênticas é a cidade onde a maioria da população tem ascendência africana. Ali ocorre a Festança, que concentra todas as celebrações agrícolas e religiosas, em julho, quando é decretado feriado municipal durante uma semana. Os destaques dessa festa são a Procissão de São Benedito e as danças de Congo (Congada) e do Chorado, trazidas pelos escravos africanos há mais de um século.

Dança do Congo resistência, tradição, demonstração de fé e religiosidade, demonstrando a força de um povo que luta para preservar sua história. Reis e embaixadores travam uma luta dramatizada em que dois reinados africanos disputam o poder.

Em Mato Grosso, a dança surgiu com a vinda de escravos para a primeira Capital, Vila Bela. A dança manifesta ainda a resistência dos negros que ficaram no município mesmo com a transferência da Capital para Cuiabá.

Na dança, os homens tocam os instrumentos e as mulheres representam as rainhas, que trajam vestidos longos, nas cores azul ou branco com enfeites, e levam à frente o estandarte com os santos de louvor: São Benedito e Nossa Senhora do Rosário.

Os personagens do reinado do Congo são o Rei, o Príncipe e o Secretário de Guerra; do reino adversário aparecem o Embaixador e soldados. A nobreza usa mantos, coroas e bastões coloridos e ornamentados com flores como instrumentos.

Em Vila Bela, os dançarinos se caracterizam com as flores na indumentária que servem para reverenciar São Benedito. As roupas são multicoloridas, porém predominam as cores vermelho e azul.

 

Vídeo: MTO2HD

Deixe seu cometário